Como redefinir seu programa de viagens e gerar ROI

Como redefinir seu programa de viagens e gerar ROI

Gerar ROI (retorno sobre investimento) é algo que todo gestor deseja, certo? Mas esse desejo sempre envolve um belo conjunto de estratégias que devem ser seguidas para que esse objetivo seja finalmente alcançado. Para um gestor de viagens corporativas é essencial compreender as falhas que seu programa de viagens possa estar apresentando para redefinir esses problemas sob um pensamento estratégico que irá norteá-lo rumo ao ROI. É impossível gerar ROI, por exemplo, se o gestor não estiver muito bem conectado ao segmento, aos funcionários da empresa, à política interna e à mentalidade do presidente e outros gestores, além de ter ótima relação com seus fornecedores e fazer uso de novas tecnologias. Sempre há algo para melhorar, e um bom gestor de viagens corporativas é alguém que entende isso perfeitamente, identificando problemas e possibilidades de melhoria, redefinindo seu programa de viagens e mirando a linha do gráfico do ROI lá para cima. Se você é um gestor assim, veja abaixo o que deve redefinir em seu programa de viagens para não apenas gerar ROI na sua empresa, mas para ter igualmente um retorno positivo sobre seu programa porque ele se alinha com os objetivos intencionados por cada um dos gerentes e colaboradores que fazem a empresa “acontecer”: Primeiro, tenha uma boa política de viagens corporativas na empresa. Tenha uma boa política, bem parametrizada dentro das necessidades da empresa e, sobretudo, conheça muito bem essa política, tendo total domínio sobre ela e garantindo que ela seja compreendida e cumprida por cada um dos funcionários da empresa. Uma boa comunicação interna, objetiva e sem margem para interpretações dúbias pode evitar equívocos e...