política de viagens | Emporium – Business Travel
Política de Viagens: 3 exemplos para você fazer Benchmarking

Política de Viagens: 3 exemplos para você fazer Benchmarking

Queimando os miolos para estabelecer uma boa política de viagens para sua empresa? Então confira estes 3 exemplos que podem te inspirar a criar sua própria política A complexidade e detalhamento de uma Política de Viagens Corporativas depende muito mais do perfil de uma empresa do que apenas de uma boa vontade de seus gestores. Embora seja fundamental que a Política seja a mais completa possível, antecipando cenários pertinentes à realidade da empresa, nem sempre é possível que ela seja muito específica e regrada, uma vez que conforme a área de atuação da empresa é simplesmente impossível manter antecedência de compra de passagens em todos os momentos, por exemplo.   Uma empresa midiática que deve cobrir um acidente que “acabou de ocorrer” precisará enviar repórteres com urgência até o local do acidente e não haverá possibilidade de esperar os costumeiros 10 dias exigidos pelas companhias aéreas. Da mesma forma, a urgência de consertar um maquinário quebrado por uma empresa de produção não poderia aguardar esse mesmo prazo sob risco de comprometer toda a cadeia produtiva e perder recursos. A Política deveria ser, portanto, muito mais flexível para estas empresas do que para aquelas que poderiam sim trabalhar com a previsibilidade e antecedência de suas viagens corporativas. Por esse motivo, entender a própria realidade, situar-se sobre as viagens corporativas, mirar exemplos de boas Políticas que sirvam para sua empresa, fazendo benchmarking, são caminhos positivos para as empresas que pretendem gerir muito bem as viagens e estabelecer uma boa e eficiente política de viagens. E se você não tem a mínima ideia de como começar a fazer isso, listamos abaixo três...
Viagens Corporativas: dicas para economizar

Viagens Corporativas: dicas para economizar

Gerenciar os custos de viagens corporativas pode ser um desafio para muitas empresas. Entenda como melhorar sua gestão de viagens. Viagens corporativas são essenciais para a conquista de um novo mercado ou de uma parceria comercial, para atrair novos clientes e até para participação em eventos importantes e reuniões. Mesmo com uma infinidade de tecnologias que estão a nossa disposição, o contato pessoal ainda se faz necessário, e portanto as viagens corporativas ilustram este contexto. Da mesma forma que o segmento vem apresentando crescimento, ainda que moderado em 2014, viagens corporativas vêm ganhando cada vez mais espaço e importância dentro das empresas e as despesas com viagens corporativas muitas vezes podem saltar dos relatórios financeiros do final do mês. Viagens a negócio estão hoje entre os maiores gastos das empresas, e em muitas empresas, acaba ficando atrás somente da folha de pagamento e da área de tecnologia. Mas existem algumas maneiras para economizar com viagens corporativas e que a maioria das empresas ainda não implementaram. Gestão de Viagens Corporativas O principal problema em uma organização que tem gastos com viagens é a gestão ineficiente. Nas empresas faltam planejamento, implementação de uma política de viagens bem estruturada e com foco em certas diretrizes, ou em outras palavras, com base no perfil da empresa. Antes de começar a pensar em reduzir custos, a empresa precisa identificar quais áreas mais necessitam viajar, que tipo de viagem ocorre com mais frequência e em qual época do ano existem mais compromissos. Após ter essas informações é possível elaborar uma política de viagens com foco na redução de custos. Esse é um processo que necessita...
Quem deve escrever e atualizar a política de viagens?

Quem deve escrever e atualizar a política de viagens?

Quem deve escrever e atualizar a política de viagens? É recomendado que uma pessoa com uma base e conhecimento do mercado de viagens coordene o processo de criação de uma política de viagens, mas não sozinho, é sempre bom ter a colaboração de partes interessadas nessa política, como gestores de viagens, viajantes da empresa e agências de viagens. Uma boa opção é organizar uma comissão de pessoas de vários departamentos da empresa , incluindo a contabilidade, administração, setor financeiro, recursos humanos, marketing, vendas e qualquer outro departamento com uma alta freqüência de viagens. Essa comissão pode fazer recomendações para um redator da política de viagens e procurar estabelecer políticas que estejam de acordo com todos. Pode se fazer uma combinação  também, um gestor de viagens cria a política de viagens com base nas informações da empresa e essa política passa por uma aprovação de uma comissão ou da diretoria da empresa. A política de viagens mal planejada pode tornar uma viagem única e inviabilizar negócios presentes ou futuros. Viagens corporativas acontecem para criar e estabelecer parcerias com outras empresas, para o fechamento de novos negócios com clientes e fornecedores, para participar de reuniões importantes ou simplesmente para conhecer feiras e eventos. São inúmeras as atividades que fazem parte do roteiro de viagens corporativas de muitas empresas e estas já enxergam que viajar é uma necessidade real à atividade de negócios para companhias que visem ganhar novos mercados. Com isso, as empresas estão cada vez mais sentindo a necessidade de criar e implantar políticas de viagens, e isso por uma simples razão: a redução de custos, a aquisição adequada de serviços e a...