Economia é essencial! Na viagem de negócios, o dinheiro também sai do bolso do executivo

Economia é essencial! Na viagem de negócios, o dinheiro também sai do bolso do executivo

Para que as viagens não se tornem um fardo na política de gestão das empresas, é possível incorporar algumas dicas básicas sem onerar o conforto dos executivos e a qualidade desses deslocamentos. A economista chefe do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) Marcela Kawauti falou sobre algumas regras essenciais que devem constar no planejamento das empresas para criar uma política de viagens bem estruturada: Planejamento é tudo! “O mais importante é que a empresa conscientize os seus executivos de que não é porque trata-se de uma viagem corporativa, que não há um limite em relação às despesas. Muitas vezes, o profissional encara o dinheiro de forma terceirizada, ou seja, como não sendo de sua posse e extrapola nos gastos. É necessário criar essa consciência coletiva: de que economizar é importante para manter as viagens dentro da corporação”, orienta. Definir uma meta Segundo Marcela, na prática, a empresa deve instituir uma meta monetária de despesas de viagens para os executivos. “É preciso deixar claro o orçamento-limite disponível para cada evento no decorrer da viagem ou um limite-médio por dia. Outra forma de incentivar a economia é criar algum tipo de premiação junto aos profissionais que atingirem à meta imposta, que pode ser um ingresso para um show legal ou um jantar bacana. Planejar com antecedência é fundamental para enxergar cada passo que a economia vai dar”,  explica. Tudo feito em cima da hora custa o dobro em viagens corporativas. Falta de pesquisa em relação à estadia e transporte, além de cancelamentos, geram transtornos e gastos desnecessários. Compra de passagens e reserva de hotel Com antecedência, é possível comprar passagens aéreas mais...
Como economizar com sistema de viagens

Como economizar com sistema de viagens

Ter um sistema de viagens é o primeiro passo para gerenciar e reduzir custos Contar com um sistema de viagens corporativas é uma estratégia perfeita para gerar economia! Ainda mais nas empresas que costumam deslocar seus colaboradores ou funcionários com frequência. Já ficou claro que viagens corporativas são meios essenciais de conquistar um novo mercado. Seja em uma parceria comercial, atualizações no setor ou na busca por novos clientes. Ainda é preciso mostrar presença e contato pessoal para o sucesso dos negócios. Organizar viagens corporativas é uma dor de cabeça? Porém, nada disso é possível se esses deslocamentos a trabalho estiverem entre os maiores gastos das empresas. Ou seja, causando prejuízos ao invés de serem um importante investimento em seu negócio. O principal problema? Um sistema de viagens corporativas ineficiente! Selecionamos erros comuns da gestão para você evitar e reduzir despesas. Economia com sistema de viagens corporativas: erros para você fugir! Erro 1: Não revisar a política de viagens De tempos em tempos é preciso atualizar e revisar sua política de viagens. Este documento, que abrange todas as diretrizes das viagens, pode ser alterado com o tempo, conforme as necessidades da empresa e dos colaboradores. A Emporium Travel ainda analisa seus processos atuais e orienta melhorias que geram economia em suas viagens corporativas. Erro 2: Não fazer um planejamento com antecedência Planejar os gastos com antecedências parece uma tarefa impossível? Com a Emporium, nossas ferramentas de gestão e profissionais especializados possibilitam o planejamento antecipado! Este planejamento feito o quanto antes é fundamental para a economia das viagens corporativas, na busca pelo melhor preço e outras boas condições. A antecedência na compra de bilhetes,...
Premissas OBT: Políticas

Premissas OBT: Políticas

Uma das premissas fundamentais em um OBT (Online Booking Tool) é permitir a inclusão de regras condizentes com a política da empresa, de forma que se reflitam nas soluções de viagens corporativas Entre as maiores dificuldades ao gerenciar viagens está o alinhamento e o cumprimento das regras com o objetivo de melhorar a performance das ações. As políticas podem ser complexas, apresentar perfis e possibilidades muito diferentes, o que torna o OBT um importante aliado no acompanhamento das diretrizes e sua efetividade. Sua política na ferramenta de viagens Criar parâmetros para as políticas de viagem dentro da ferramenta pode tornar o seu processo muito mais ágil e seguro. As normas serão amarradas, de modo que o acompanhamento do cumprimento das políticas se torne mais efetivo. O funcionário, ao realizar o selfbooking, já terá as permissões concedidas, seguindo o que foi cadastrado em seu perfil. Serão enviadas notificações para alertar o não cumprimento de uma regra, o que obriga uma justificativa, ou ainda, informações ou conteúdos deixam de aparecer para o funcionário se assim for determinado na política. Concentrando na ferramenta as regras estabelecidas e realizando o gerenciamento das viagens como um todo, a redução de custos é perceptível. Os OBTs contam com centenas de políticas de viagens, separadas de acordo com as necessidades de uma empresa corporativa. Com junções de políticas é possível formar uma série de fluxos que possibilitarão uma combinação de inúmeras regras diferentes. São muitas possibilidades. Veja algumas funcionalidades-base para um OBT: Aprovação – por mérito, por custo, alçada Antecedência – para aéreo, hospedagem, locação de veículos e rodoviário Emissão – prazos, emissão automáticas Considerando que, por...
Gestões de Viagens Corporativas: qual a real importância?

Gestões de Viagens Corporativas: qual a real importância?

Gestões de viagens corporativas podem ir além do controle operacional desta ação. Veja a importância! Todo mundo sabe que gestões de viagens corporativas são de extrema importância. Tanto para o colaborador, que viaja a negócio, quanto para a empresa. Certo? O valor agregado na experiência é uma grande oportunidade para todos e amplia diversas perspectivas para a organização. Mas qual a real importância das gestões de viagens corporativas? Antes de mais nada, é fundamental entender a problemática que envolve as viagens corporativas. Afinal, grande parte das organizações atualmente ainda não entendem como uma gestão pode trazer benefícios ou prejuízos. Grandes empresas possuem um departamento específico ou profissionais apenas orientados a gerir essas viagens. Já as demais organizações normalmente pecam com a gestão de viagens corporativas. Cenário das empresas brasileiras A empresa de tecnologia Argo IT realizou uma pesquisa em que diz que, em uma empresa, as viagens corporativas ocupam o terceiro lugar na lista de despesas que são controláveis. Porém, esta mesma pesquisa revelou que 52% das empresas brasileiras analisadas não utilizam nenhum tipo de sistema ou ferramenta para auxílio na gestão de viagens. Muito menos contratam uma agência especializada neste gerenciamento, como a Emporium Travel. O que essas empresas não sabem é que, gestões de viagens corporativas, feitas de maneira adequada, podem reduzir até 30% dos custos. Más gestões de viagens corporativas Imagine a seguinte situação… Ao se deparar com uma viagem de negócios, você busca todas as informações e necessidades na internet. Encontra o que acredita ser melhor para o viajante e para a empresa e, então, faz todas as reservas. Pode parecer simples e até mesmo prático, não...

Quais são os desafios dos gestores de viagens corporativas para 2016? Confira este post e baixe um eBook sobre o tema

Desde meados de 2013 as expectativas para 2014, 2015 e 2016 apontam trajetória de queda e continuam a ser revistos para baixo. Se em 2014 o PIB deve crescer 0% (economia estagnada), em 2015 o crescimento é negativo em 0,6% (economia em recessão) para apenas em 2016 voltar a crescer 1,5% (mesmo assim as projeções têm viés de baixa). Somado a estes fatores temos um outro vilão da história: desempregado aumentando e as taxas de juros cada vez maiores. Essa é um cenário que assusta qualquer investidor! Os consumidores também passam a controlar mais seus gastos com receio do virá em 2016. Agora é o momento das empresas refletirem sobre seus orçamentos e investir de forma inteligente para não perder mercado e tão pouco gastar de forma imprudente. Esse conjunto de fatores provavelmente atingirá viagens corporativas para 2016 e consequentemente os desafios serão maiores pois as empresas colocarão o pé no freio. eBook Desafios da Gestão de Viagens Corporativas para 2016 Pensando nesse cenário nada amigável, a Emporium Travel desenvolveu um eBook para gestores de viagens com objetivo de ajudá-los a planejar seus orçamentos e mostrar os possíveis obstáculos o crescimento para o próximo ano.  A principal dúvida que observamos nas empresas todos os anos é como realizar uma previsão de demanda para viagens corporativas. Acreditamos que existem duas formas de medir a demanda que a sua empresa pode utilizar e neste eBook oferecemos alguns insights de como proceder. Outro fator importante é verificar e entender quais tipos de indicadores (KPI’s) sua empresa precisa analisar para ter um controle mais robusto das viagens corporativas. Estes indicadores precisam expor de...