Cresce cada vez mais o número de mulheres que viajam a trabalho

Cresce cada vez mais o número de mulheres que viajam a trabalho

As mulheres têm viajado mais sozinhas e isso trouxe um mercado especializado em serviços voltados a atender suas necessidades.

A cada dia vemos o empoderamento feminino tomando os diversos setores da sociedade. Nas empresas a mulheres que antes possuíam apenas cargos de menor expressão, passaram a ser protagonistas nas diretorias e presidências.

O número ainda é muito baixo em relação aos homens, e uma mudança verdadeiramente expressiva pode levar anos. Mas a cada momento as mulheres têm caminhado em direção a uma maior representatividade.

A ONU Mulheres em 2016, juntamente com o Pacto Global da ONU e diversas companhias no Brasil, assinaram um compromisso de igualdade de gêneros dentro das empresas.

Promovendo o empoderamento feminino, e incentivando-as a estar mais entre os cargos de chefia. Postos dos quais apenas 37,8% são ocupados por mulheres, segundo pesquisa do IBGE em 2018.

empoderamento-feminino


EMPRESAS INVESTEM EM SERVIÇOS PARA MULHERES EXECUTIVAS

Com o crescente número de mulheres viajando sozinhas a trabalho, várias empresas passaram a investir nesse segmento e proporcionar às mulheres serviços voltados a viagens.

Entre algumas das iniciativas que estão sendo tomadas, existe a reserva de assentos exclusivos para mulheres executivas em ônibus de viagens. Algumas companhias possuem assentos marcados apenas para mulheres, em cores diferentes onde elas não sentam com homens ao lado.

Empresas de ônibus de viagem como a Viação Garcia, Eucatur e Brasil Sul dispõem destes assentos reservados. Essa possibilidade não existe em todas as linhas das empresas até o momento.

Uma outra alternativa para aquelas que frequentemente viajam sozinhas, é optar por agências de viagens. Atualmente há muitas agências que são especializadas em criar roteiros para viajantes mulheres. 

Uma das mais antigas pertence a Carolyn Pearson, fundadora do Maiden Voyager. A empresa foi criada em 2008, após Carolyn viajar a Los Angeles e perceber que várias mulheres de negócios ficam sozinhas em seus quartos de hotel, para evitar constrangimentos quando fossem jantar ou passear.

Sua empresa tem mais de 8 mil mulheres associadas, e atua em mais de 80 países oferecendo hotéis e atividades, além de um treinamento cultural dependendo do país de destino.

O serviço é pago pelas empresas para as suas executivas, a Maiden além de organizar a viagem promove o networking entre as mulheres e passeios coletivos.

No Brasil, a Emporium Travel possui serviços voltados à executivas que viajam frenquentemente, proporcionando um conforto maior e segurança na hora da viagem. 


MULHERES AINDA SOFREM COM RISCOS À SEGURANÇA EM VIAGENS

Ter esses serviços disponíveis para as mulheres é excelente, mas é preciso ter uma conscientização sobre o assunto. E discutir a necessidade de solucionar estes problemas é tão importante quanto os serviços voltados a elas.

O número de mulheres que passaram a viajar sozinhas têm crescido nos últimos anos. Mas os riscos de ataques estão longe de diminuírem.

É necessário haver uma discussão sobre a temática, e procurar dar mais garantias e segurança para mulheres que viajam tanto a lazer como a trabalho. Possibilitando que elas realizem suas atividades tranquilamente.

Mesmo conquistando seu espaço no mundo corporativo, as mulheres têm muito a temer no seu cotidiano. Principalmente quando se trata de viagens realizadas sozinhas.

De ônibus ou avião, perto ou longe, as mulheres cada vez mais precisam viajar a trabalho. E por conta disso passam por grandes apertos.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *